O universo dos fungos e a apicultura foram temas do Dia de Campo Seguro em Sorocaba

Empresário rural Iwao Akamatsu conta que 70 mil dos mais de 1,5 milhão de fungos foram estudados. Porém, há muito potencial a se explorar

familia-nacao-agro-fungos

“Os fungos não são apenas nocivos. Eles podem ser benéficos também. Além disso, têm capacidade de adaptação e colonização em diversos meios”, declarou o empresário rural Iwao Akamatsu, na edição de Sorocaba do Dia de Campo Seguro.

“Apenas 70 mil dos mais de 1,5 milhão de fungos já foram estudados. Existem muitas doenças relacionadas aos fungos, mas também há muitas coisas boas feitas por eles. Os fungos são de grande interesse biotecnológico, pois suas células podem ajudar no desenvolvimento de processos e produtos para a indústria farmacêutica, agricultura, meio ambiente, controle da qualidade industrial, produção de álcool/etanol, indústria alimentícia e cogumelos”.

Já Nivaldo Aparecido Bertelli, instrutor de apicultura do SENAR-SP, tratou de um tema que desperta o interesse e a curiosidade dos agricultores: a apicultura. Ele destacou a importância do bom planejamento do apiário para o sucesso do empreendimento.

“Como qualquer negócio, investir na apicultura requer planejamento. E isso está nas mãos do produtor, que tem como controlar algumas situações, como número de colmeias, quantidade da mão de obra necessária e produtos para comercialização. São itens básicos, mas que muitas vezes não merecem a atenção necessária e, por isso, acabam prejudicando o andamento do negócio. O pior é que esses erros são comuns. É preciso planejar. Saber em que ponto quer chegar, medir os investimentos e buscar consultoria de especialistas”, recomenda.

Luiz Antonio Marcello, presidente do Sindicato Rural de Sorocaba, falou sobre a importância do Dia de Campo Seguro, pois “em Sorocaba há, sim, produção agrícola, não só industrial. São mais de 500 propriedades rurais de todos os portes. Por isso, é importante esse tipo de evento”.

Abaixo, veja as duas palestras:

Notícias Relacionadas:

Manejo sustentável valoriza cachaça artesanal em Guaratinguetá; veja como

Manejo sustentável valoriza cachaça artesanal em Guaratinguetá; veja como

Com exclusividade, especialista do Sebrae-SP dá três dicas de sucesso para agregar valor ao produto

Perdas de produtos hortifrutigranjeiros: onde ocorrem e quais os principais motivos?

Perdas de produtos hortifrutigranjeiros: onde ocorrem e quais os principais motivos?

Técnicos da Secretaria de Agricultura e Ceagesp abordam as principais razões da perda de produtos hortifrutigranjeiros, seja no campo ou na casa

Governo de SP concede R$ 27 milhões para subvenção de Seguro Rural

Governo de SP libera R$ 27 milhões para subvenção de seguro rural

Com o seguro, há uma maior proteção contra perdas, principalmente decorrentes do clima