Dia de Campo Seguro em Serra Negra debateu café, vinho e turismo rural

Evento reforçou a importância de se prestar atenção às regras sanitárias e de saúde na retomada do turismo rural pós-pandemia

serra-negra-dia-de-campo-seguro-cafe-vinho-turismo

A qualidade do café, a produção do vinho artesanal e as oportunidades do turismo rural seguro pós-pandemia foram os temas do Dia de Campo Seguro, realizado em Serra Negra.

O engenheiro agrônomo e consultor em café Jonas Ferraresso destacou os processos que elevam a qualidade do café. “É importante deixar claro que todas as etapas são indispensáveis para a produção do café de padrão superior – desde a plantação até a xícara. Muita gente pensa que a qualidade começa a ser trabalhada depois da colheita, mas esse pensamento está errado. O café é um produto diferenciado e todos os passos importam e influenciam no resultado final. Os agricultores têm de ficar atentos pois o café gourmet é muito valorizado. Estamos falando em mais renda para os produtores”.

O produtor rural e vinheteiro Laércio Carra mostrou como são feitos os vinhos artesanais em sua propriedade. Ele explicou cada etapa do processo artesanal, desde o conhecimento das uvas até a degustação, passando por plantio, colheita, elaboração do vinho de acordo com o calendário lunar, envase, envelhecimento do vinho e degustação.

Por fim, a professora Laura Santi, que também é empresária e Consultora da Usina do Conhecimento, falou sobre o Turismo Rural Pós Pandemia. Santi explicou o conceito de turismo rural e os procedimentos para atender os visitantes com segurança. “Parecia tudo tão simples né?! Lavar as mãos com água e sabão, usar máscara e não abraçar ou ficar muito perto das outras pessoas. Mas não é só isso. Para o turismo é necessário se adequar e garantir a segurança de todos. Por isso, é importante prestar atenção às regras sanitárias e de saúde. Estamos passando por uma retomada que, se for responsável, nos trará muito sucesso. Temos o mais importante: as potencialidades da região para mostrar. Também temos público, pois há grande interesse por Serra Negra e cidades vizinhas”.

“Serra Negra tem sua história no turismo rural. Aqui temos muitos cafés especiais e rotas turísticas. O Sindicato Rural, em parceria com o SENAR-SP, oferece mais cursos e qualificação para os produtores, objetivando mostrar a eles o potencial de negócios aproveitando as potencialidades que temos”, declarou o presidente do Sindicato Rural de Serra Negra, José Eduardo Guidetti Malagoti.

Assista às palestras do Dia de Campo Seguro em Serra Negra:

Projeto Família Nação Agro é uma iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP para capacitar, promover e incentivar o produtor rural do estado de São Paulo.

Por Texto Assessoria

Notícias Relacionadas:

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Registro é obrigatório aos imóveis rurais, assentamentos de reforma agrária e áreas de povos indígenas

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Segundo a secretaria de Agricultura do município, seus 916 hectares irão produzir 36 mil toneladas do fruto, 10% a menos que a

Conheça as melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Conheça as 5 melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Na bovinocultura de leite, o homem do campo precisa extrair o máximo de seu rebanho com números cada vez mais reduzidos de