Cana e mandioca: dobradinha de culturas em debate em Barra Bonita (SP)

Para a cana, o momento é favorável com o bom preço de etanol; para a mandioca, as oportunidades de mercado são muitas, inclusive, exportação

dia de campo barra bonita

Para a cana, o momento é favorável com o bom preço de etanol; para a mandioca, as oportunidades de mercado são muitas, inclusive, exportação

No município de Barra Bonita, no interior de São Paulo, o Dia de Campo Seguro, realizado na última quinta-feira (17), debateu alternativas de produção e técnicas de plantio das culturas da cana e da mandioca. O Dia de Campo Seguro é uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de São Paulo.

Nos últimos dois anos, o consumo da mandioca, tanto de mesa com a de indústria, teve uma queda significativa. Entretanto, o volume de produção aumentou. Isso porque a produtividade, com os bons tratos naturais, fez com que as áreas plantadas tivesse maior rendimento, com isso, consequentemente, trouxe uma maior lucro para o produtor.

Esse cenário se tornou uma alternativa para o produtor que optou por tratos naturais e boas variedades de raiz. Para agregar ainda mais valor ao produto, é importante estar atendo ao perfil do público.

Por exemplo, se a ideia é vender a mandioca para processamento, precisa plantar mandioca de mesa. Para aqueles produtores onde a região conta com empresas que industrializam o produto, o ideal é fazer o plantio da mandioca de indústria, para que assim facilite a comercialização.

Cenário para a cultura da cana-de-açúcar

O etanol está com preço firme no mercado internacional. As usinas que estão com a gestão ajustada conseguem melhorar a margem de lucro por metro cúbico do combustível.

Em janeiro de 2020, os preços praticados no mercado estavam em alta, mas com a pandemia, situação do petróleo e até mesmo as variações na política nacional e mundial, os valores despencaram.

Entretanto, o momento atual já se mostra já com melhoras. O preço do etanol está na casa de US$ 10 a 11 centavos libra/peso. Já para o açúcar, a venda está em US$ 11 a 12 centavos libra/peso e isso é um preço excepcional.

O mercado de açúcar se mostra muito. Prova disso é que 10% da safra do ano que vem já está comercializada, fato que não acontecia há muitas temporadas.

 

 

Notícias Relacionadas:

La Niña demanda atenção dos produtores de frutíferas de clima temperado

Boletim da Seapdr traz prognóstico climático a recomendações fitotécnicas para vinhedos e pomares até dezembro

O universo dos fungos e a apicultura foram temas do Dia de Campo Seguro em Sorocaba

Empresário rural Iwao Akamatsu conta que 70 mil dos mais de 1,5 milhão de fungos foram estudados. Porém, há muito potencial a

Acordo entre Sindicafé-SP e Abics pretende estimular consumo de solúvel

Com a iniciativa inédita, produção de café solúvel estima um crescimento de 5% ao ano